As Bases da Educação Sistêmica

As Bases da Educação Sistêmica

Compreender a visão de uma Educação Sistêmica é reconhecer sua origem. Neste artigo o conceito e as bases da Educação Sistêmica são abordados e correlacionados com a Pedagogia Sistêmica, e os primeiros passos desta postura sistêmica-fenomenológica em diversos contextos.

educacao sistemica visao

Minha história com a educação vem de longa data. Sou professora há mais de 20 anos e iniciei minha carreira dentro de moldes que imagino poderem ser muito parecidos com a caminhada de muitos.

Ingressei na faculdade de Licenciatura em Matemática, e continuei com uma Pós-graduação em Psicopedagogia e Mestrado em Educação Matemática. Sempre em busca de entregar ao aluno o melhor conteúdo de forma clara para contribuir com seu aprendizado.

Precisei aprender rapidamente como preencher o diário de classe, saber escolher o livro didático ideal entre todas as demais atividades do ambiente escolar. Entretanto, parecia que faltava algo. Foi então que comecei a buscar por novos caminhos até chegar na Educação Sistêmica ou Pedagogia Sistêmica.

Conto a seguir o passo a passo para que compreenda como as Bases da Educação Sistêmica podem auxiliar você em sala de aula.

Primeiro Passo: O que é Constelação Familiar?

O psicoterapeuta alemão Bert Hellinger, dentro de sua vasta experiência de vida, observou que o momento presente da vida de qualquer pessoa está recheado de situações que podem ser relacionadas com uma repetição de padrões que vem acontecendo em seu histórico familiar, seja de seus pais, avós, bisavós ou ainda de gerações anteriores.

Assim, a dificuldade de um aluno na aprendizagem ou ainda a não prosperidade do professor em sua vida profissional, pode não ser uma questão momentânea e sim, algo que vem se repetindo há muitas gerações.

educacao constelacao familiar

A partir da terapia familiar e da teoria dos campos morfogênicos, Hellinger percebeu que era possível acessar estes conteúdos inconscientes, por meio de uma metodologia que veio a denominar de Constelações Familiares ou ainda Constelações Sistêmicas.

A solução para estas questões está em trazer à mente consciente a verdadeira história e por fim, buscar uma solução plausível dentro dos ensinamentos que chamamos de Leis Sistêmicas deixadas por Bert, como vamos contar mais nos próximos artigos.

A IMPORTÂNCIA DE UMA ESCOLA DE EDUCAÇÃO SISTÊMICA

importancia escola de educacao sistemica

A Escola de Educação Sistêmica (Edusis) é um projeto desenvolvido por profissionais em formação na Escola V¦DA do Professor Hilário Trigo.

Ao longo da caminhada da Edusis vem sido desenvolvida uma nova visão sistêmica voltada ao campo da educação, tanto à educação formal, quanto em espaços não formais, como empresas e mesmo na própria vida em família.

Esta visão ampla da Educação se faz necessária porque ninguém sozinho é capaz de deter completamente um determinado conhecimento, desta forma dentro da Escola de Educação Sistêmica teremos vários profissionais, cada qual em sua especialidade, auxiliando na busca de soluções para as diversas questões no âmbito educacional.

A força está no grupo.
Quando trabalhamos em grupo, criamos muito mais força para alcançar nossos objetivos e atender as necessidades daqueles a quem servimos.

SEGUNDO PASSO: O QUE É EDUCAÇÃO SISTÊMICA?

educacao sistemica no brasil

Começamos dizendo que a Educação Sistêmica no Brasil é um campo novo, muito recente. Com menos de 20 anos, já vem revolucionando todos aqueles que adquirem esse conhecimento.

Educação Sistêmica é uma denominação pouco comum, sendo mais usado a originária Pedagogia Sistêmica e, mais recentemente a Pedagogia Hellinger, ambas criadas pela professora e consteladora Angélica Olvera do Centro Universitário Doctor Emílio Cardenas, no México.

Na Escola de Educação Sistêmica, por meio dos ensinamentos de Hilário Trigo, ampliamos o olhar da Pedagogia Sistêmica, que foca especialmente nos espaços educativos formais, para as áreas da vida tanto pessoal como profissional.

Sua promessa é de ser uma educação transformadora, embasada nos métodos desenvolvidos por Bert Hellinger, Angélica Olvera e Hilário Trigo.

Mas sobre o que trata a educação sistêmica? Como você pode utilizá-la? De que forma ela pode contribuir com as suas questões e com as questões daqueles que convivem com você principalmente no espaço escolar?

UMA ANÁLISE DAS PALAVRAS EDUCAÇÃO E SISTÊMICA

Como professora de matemática, costumo ir à origem das palavras para contextualizar o significado de um determinado conteúdo, pois percebo que os estudantes ao compreender o significado (a raiz etimológica da palavra), acabam por assimilar mais facilmente o que está sendo abordado.

Quando vou para o significado das palavras, vejo que consigo conectar com o aluno com mais facilidade, é uma forma didática que busca atingir a todos.

1. A palavra educação

É possível responder esta pergunta de diferentes formas, pois os significados que damos para as coisas do mundo vêm de um processo cognitivo denominado mecanismo de nomeação.

Ou seja, é um mecanismo que atua o tempo inteiro em nossa mente, gerando significados para tudo que vemos, sentimos, ouvimos, degustamos.

Na Escola V¦DA, o professor Hilário Trigo vai ensinar que a mente cria significados a partir de nossa leitura de mundo (nossas histórias pessoais, familiares e coletivas).

Na história da filosofia da educação, por exemplo, Platão vai nos dizer que “educação é considerar dar ao corpo e à alma toda a beleza que são suscetíveis”.

Já Immanuel Kant compreende que educação consiste em “desenvolver de modo proporcional e conforme um fim todas as disposições naturais do homem e conduzir assim toda a espécie humana ao seu destino”.

Dentro do aspecto de Kant já podemos observar a presença do conceito da transgeracionalidade das Constelações Familiares, considerando todas as gerações envolvidas.

Assim alguém que atua na área educacional, de uma instituição de ensino, vai possivelmente dar um significado formativo, pedagógico e didático para a palavra educação.

Vai relacioná-la a construção de conteúdos e a processos de ensino e aprendizagem.

Mas a palavra educação também pode ter como significado um conjunto de valores os quais o ser humano recebe e/ou desenvolve, por meio de sua instrução familiar, social ou mesmo de acordo com ambiente de atuação profissional.

Qual significado está correto? Todos. Pois dependem do conceito de mundo interno, e referência de mundo externo, daquele que a significa.

Outro importante ensinamento sistêmico emerge: não existe certo ou errado, bom ou ruim. Tudo é como é. E para tudo há uma razão de ser. Ficar com aquilo que é, resulta da base da postura sistêmica.

Outras compreensões que decorrem destes significados: uma que vê a educação como valores e princípios, e outra que enxerga a educação de uma perspectiva de desenvolvimento de conhecimentos.

Chegamos então à conclusão que ambas visões podem estar alinhadas, para trabalharem juntas pelo desenvolvimento humano.

Tanto a educação familiar quanto a escolar precisam estar em comum acordo, precisam andar juntas por um caminho de conhecimento que nós vamos chamar de caminho do centro

Um caminho que acima de tudo respeita toda história trazida com cada indivíduo, observando todo seu sistema familiar, seu histórico transgeracional (reconhecendo todas as gerações).

O caminho do centro, de Bert Hellinger ou o caminho do meio da tradição budista.

“No centro sentimos leveza.”

Bert Hellinger

E o que mais queremos em nossa vida é que ela transcorra de forma leve e bonita.

Isso decorre do fato de que toda divisão gera conflito, e em meio a conflitos não temos como viver de forma leve. 

Então essa é a ideia que trazemos ao falar da Educação, e este é o significado com o qual vamos trabalhar. Uma educação não divisiva, que é inclusiva e que transita entre as polaridades e dualidades, sem tomar partido de numa delas. 

2. As palavras sistêmica e sistema

constelacoes familiares na educacao sistemica

Nas constelações familiares aprendemos que “um sistema é um conjunto de elementos interligados e que estão em constante mudança”. Este é o conceito compreendido pela Escola V¦DA e pela Escola de Educação Sistêmica.

Desde que nascemos, não somos livres. Pertencemos a vários sistemas. O primeiro sistema a pertencer é a família.

Um sistema familiar é composto em sua gênese por um pai, uma mãe e um filho.

A consteladora Angélica Olvera vai nos dizer que: você não é um protozoário. Um protozoário é um ser unicelular, enquanto você veio do seu papai e da sua mamãe, ou seja, somos 50% pai, 50% mãe, mais a nossa evolução.

Você acaba sendo então um elemento do seu sistema familiar. E seu sistema familiar é um conjunto de elementos que estão interligados e que vivem em constante relação de mudança.

Você pode não ter conhecido seus pais ou ao longo da vida não ter convivido com eles, nem composto uma família fisicamente unida, mas você sempre pertencerá a este sistema familiar de origem.

E com este conceito de que você sempre pertencerá a este sistema familiar temos a origem da primeira Lei Sistêmica deixada por Bert Hellinger, ou seja, a Lei do Pertencimento.

Ao entrar em contato com essa Lei você verá que muitas questões em sua vida já serão solucionadas, mas este é um assunto para um outro momento de aprofundamento.

Continuando então com estes dois significados temos que Educação Sistêmica, é este campo de conhecimentos e valores, tanto familiares quanto formativos, que se vinculam a partir das experiências dos sistemas aos quais pertencemos, seja na esfera individual, familiar e coletiva, tanto na vida pessoal como profissional.

Na visão da Escola V¦DA e da Escola de Educação Sistêmica este corpo de conhecimentos irá contribuir para criar um contexto seguro para que a pessoa cresça relacionando-se com as consequências de suas escolhas e ações.

AFINAL O QUE É EDUCAÇÃO SISTÊMICA?

Podemos então concluir que Educação Sistêmica é uma nova forma de olhar para a Educação, respeitando a história individual de cada pessoa bem como seu sistema familiar, procurando sempre entender que criar um contexto seguro para o desenvolvimento não significa entregar tudo para a criança, mas sim proporcionar meios para que ela cresça com as consequências de suas escolhas e ações.

um olhar sistemico sobre a educação

Como estamos acostumados a viver nossas vidas de forma automática, talvez isso pareça fácil nas palavras, contudo não é tão simples nas aplicações do dia a dia.

Importante também ressaltar que por meio do aprofundamento nos estudos da Educação Sistêmica, não apenas nossos contextos relacionais pessoais e educacionais ganham força e equilíbrio, como é possível passar a expressar uma vida com a abundância e o êxito desejados e merecidos.

Lives Semanais sobre Educação Sistêmica

Quer conhecer mais sobre a Escola de Educação Sistêmica? Acesse nosso Instagram da Educação Sistêmica! As Lives acontecem todas as segundas-feiras, às 19h.


Crédito das fotos: freepik.com

Comente usando seu Facebook:

Sobre o autor

Elisangela Baido

Licenciada em Matemática, Mestre em Educação Matemática atuando a mais de 20 anos no Ensino Fundamental II e Ensino Médio. Agora emprega a ciência das Constelações Familiares para identificar e apresentar às famílias os melhores caminhos para o sucesso de seus filhos, na vida pessoal, familiar e profissional.

Pin It on Pinterest