Como das Cinzas da Depressão Pode Surgir uma Grande Mulher?

Como das Cinzas da Depressão Pode Surgir uma Grande Mulher?

Sou aluna da Escola VIDA, e me coube contar uma linda história para vocês. É a história de uma grande mulher que conheci num domingo de Carnaval, em Curitiba, Paraná.

Estávamos nos preparando para o presencial do Vida Espiritualidade da Escola VIDA de Hilário Trigo, que começaria na segunda-feira.

Entre passeios na Feirinha do Largo da Ordem, uma linda missa na Catedral Metropolitana e alguns goles de saquê, fui conhecendo essa grande mulher e me apaixonando.

Mas, vamos começar do princípio.

Era uma vez uma menina linda, muito linda. Cabelos de seda cor de mel, pele alva pintadinha de ferrugem, olhos verdes profundos, brilhantes como um cristal.

Seu nome era Caroline.

Essa menina tinha pais que a amavam muito, brincou muito em sua infância.
Cresceu chamando atenção por seu porte físico e beleza e pela inteligência que a tornou uma bem-sucedida profissional na área do direito.

Mas…, sempre existe um, mas. Ela trazia consigo uma história secreta.
Essa história falava de ódio, falava de abuso, falava de depressão e pensamentos suicidas.

Nessa história, que ela mesma se contava, Caroline era feia, não estava disponível para relacionamentos, ela sequer pertencia a este mundo.

caroline dreier bebe

Quantos de vocês conhecem outras Carolines por aí a fora?

Quantos de vocês já se assustaram, se comoveram com a descoberta de que alguém que vocês conheciam, admiravam, imaginavam ter uma vida maravilhosa, cometeu suicídio por estar vivendo uma grande depressão.

Vamos falar sério. Depressão não tem rosto.

Talvez metade das pessoas que estão lendo este texto agora, estejam passando por depressão. Ou já tenham passado, como essa que aqui escreve, ou como nossa linda Caroline.

Felizmente para a Caroline, e para muitos de nós da Escola VIDA também, em algum momento da vida, chegamos até um anúncio, ou talvez indicação de um amigo, uma amiga, que nos levou a conhecer a Escola Vida de Hilário Trigo, uma escola de desenvolvimento humano e crescimento espiritual.

Na história de vida da Caroline, há cerca de 6 anos atrás, ela conheceu Hilário Trigo.

Mesmo em meio aos seus processos de dor e sofrimento, aquilo que ele lhe falava, lhe tocou profundamente.

Conhecimento! Foi isso que atraiu Caroline, uma advogada, séria, racional, bem-sucedida profissionalmente, para a Escola Vida.

Todo o conjunto de conhecimentos profundos que Hilário Trigo trazia em cada ensinamento.

O conjunto de conhecimentos que encantaram Caroline são embasados em fontes filosóficas, científicas e comportamentais que focam quatro níveis de atuação:

  • Corpo (transformação comportamental)
  • Mente (ensinamentos e ferramentas com base em psicologia profunda e PNL)
  • Sistemas (constelações familiares)
  • Espírito (tradição védica)

Abaixo você poderá ouvir o relato na íntegra de Caroline, e vai perceber que o primeiro conjunto de conhecimentos que a tocaram profundamente foram os ensinamentos com base na obra de Bert Hellinger, sobre a Ordem da Hierarquia.

Ela relata como compreender o papel de seu pai e sua mãe em sua vida, e de reconhecer o seu lugar de filha, a quinta, de cinco mulheres, a liberou do ódio inexplicável que sentia por sua mãe.

Ela cita o ensinamento do movimento do Amor Interrompido.

Esse processo pode ser sido vivido fisicamente, como quando mãe ou pai são separados do bebê, ou da criança, e esta sente insegurança, medo, por causa da ausência.

Também pode ser experimentado esse movimento de interrupção na alma, quando um dos pais, ou ambos, no momento da concepção, ou gestação, ou nascimento ou primeiras horas pós-parto, sentem-se despreparados e negam o bebê.

Isso acontece consciente ou inconscientemente. Pode inclusive ser algo que aconteceu em outras gerações do seu sistema familiar. E inevitavelmente pode trazer compensações.

Como um ódio ou uma raiva inexplicados. Um sentimento de não se sentir querido (a), bem-vindo (a), como dito por Caroline um “sentir que não era desse mundo”.

Aquele que vive um movimento do Amor interrompido pode inconscientemente impedir a reconexão deste movimento.

Pode impedir que aquele ou aquela que esteve ausente se reaproxime, e pode se bloquear para viver outras relações por medo de que o movimento de interrupção aconteça novamente.

A partir de sua busca pessoal e espiritual ela começou a fazer este caminho de volta para colo de sua mãe, e reconhecer que a sua história de vida na verdade era linda.

Alcançar o corpo de conhecimentos, pelos ensinamentos de Hilário, fizeram Carol compreender cognitiva e espiritualmente o porquê de tudo o que passou, e superar de vez essa questão.

Quando vem a consciência está solucionado!

Bert Hellinger

Esta solução cognitiva ganhou ainda mais força porque Carol colocou outro ensinamento em prática. O corpo é o caminho.

Ela voltou-se para o corpo. Disciplinou-se em sua prática de exercícios e alimentação balanceada, e com isso reduziu peso.

aluna hilario trigo constelação familiar

No seu primeiro presencial, turma 33, a Caroline pode alcançar esse lugar que na Escola VIDA chamamos de núcleo profundo. O verdadeiro Eu.

Alcançar esse lugar, é difícil. Mas é possível. Foi possível para ela em meio a sua depressão.

Por exemplo, ela constelou aspectos do suicídio, todo seu processo de concepção, gestação, nascimento, primeira infância, puberdade, e da sua sexualidade.

Para ela foram processos de cura e liberações profundas, desde a alma.

Ela vai nos explicar em seu depoimento que suas dificuldades em se relacionar na vida adulta também estavam presas as imagens do abuso sexual que sofreu.

A Carol me contou também ela estava presa a um perfil de parceiro ideal, e se deu conta que era algo inatingível. Mais uma sabotagem para não se relacionar.
E que no contexto seguro da Escola VIDA pode liberar essas cargas emocionais relativas à sexualidade.

Ao fazer isso, uma nova Carol, que acreditava e concordava em ser uma grande mulher, absurdamente linda e emocionalmente estável surgiu!!!

Uma nova mulher aberta para relacionamentos.

Vários processos vividos nos presenciais são baseados nos conhecimentos recebidos pelas aulas preparatórias online.

E estão pautados em ferramentas cognitivo-comportamentais, nas constelações e em uma conexão profunda com o seu Divino pessoal, que juntos te trazem para esse novo lugar.

Esse lugar é o lugar do coração florescido. Um lugar onde há um espaço interior onde cabem tudo e todos. Onde, entre silêncios e ruídos, os conflitos inexistem!

E o mais incrível de tudo é que você pode ter as ferramentas certas para construir este novo lugar, e a partir dele permitir emergir um novo Eu.
Esse novo Eu, estável, equilibrado, irá levar você para novos níveis em sua vida.

Saber acessá-lo permitirá que você construa novas características e competências e assim você poderá ser quem você quiser.

Poderá fazer tudo o que sempre sonhou.

É sobre essas identidades e o conflito interno que elas geravam na Carol, que ela relata como mais um ensinamento da Escola VIDA.

Ela relata que não conseguia se permitir ser outra pessoa senão a advogada séria, pois assim ela era respeitada. Como ela poderia ser outra? Isso não seria uma incoerência em seu modo de vida?

Carol compreendeu que não havia problema de ser a advogada quando isso era necessário, para depois deixar de ser para ser a Carol filha, a mulher, a criança, enfim, poder ser quem quisesse.

Essas identidades poderiam estar em paz, todas dentro dela, sem conflitos.

Os ensinamentos sobre como a mente cria significados e identidades são trazidos por Hilário Trigo por meio de uma ferramenta chamada Mecanismo de Nomeação da Mente, baseada nos estudos de Hilário com seu professor norte-americano Tony Robbins, uma das bases científicas da Escola VIDA.

Por meio de conhecer este mecanismo é que você pode criar as personalidades que precisa para ter uma vida funcional, e saber transitar entre elas sem conflito.

carol dreier hilario trigo

Saber ser mãe na hora de ser mãe, isto é, com os filhos. Passar ao papel de esposa ao relacionar-se com o parceiro (a), ao papel de profissional quando no ambiente de trabalho, etc…

Isto que criava conflitos para a Carol foi resolvido ao compreender como sua mente poderia produzir o papel certo para cada momento.

Por fim a nova Caroline nos explica como por meio de mais um evento presencial ela se sente fascinada por tudo o que a Escola VIDA oferece aos seus alunos.

Ela vai chamar atenção para uma qualidade que hoje é muito rara nas relações cotidianas, a capacidade de enxergar as pessoas “além da casca, do corpo e das roupas”, vê-las como elas realmente são.

Essa qualidade só pode ser alcançada quando, florescidos, somos capazes de nos conectar profundamente com o Outro, numa relação de verdade, numa conexão que se dá por meio do coração e da alma.

Neste belo estado interno não existe dor, depressão, ou trauma que perdurem.
A Carol ao construir a nova Carol se permitiu construir um novo caminho de contribuição com a vida de mais pessoas.

Ela decidiu começar o novo curso da Escola o Vida Formação, que irá formar profissionais para atuarem em diversas áreas por meio dos ensinamentos das Constelações Familiares segundo Bert Hellinger.

E a Caroline termina seu depoimento com um convite, para que você venha para a Escola VIDA, na próxima 12ª Semana das Constelações Familiares.

Você vai descobrir como pertencer a um grupo forte que poderá fazê-lo encontrar a solução para as perguntas que existem no seu interior.

Ah eu já ia esquecendo. Eu falei lá no início que me apaixonei por essa grande mulher.

Pois é, a Escola VIDA tem dessas coisas. Quando a gente começa a enxergar os outros além da casca como diz a Carol, a gente percebe como somos seres belos e perfeitos!

A Escola VIDA faz com que a gente se apaixone muitas e muitas vezes, por muitas e muitas pessoas.

E tudo isso faz com que a gente se apaixone verdadeiramente por quem realmente importa nesta vida.

Ao me apaixonar por essa grande mulher eu pude me apaixonar por mim mesma.

cura depressão feminina constelações familiares

Gratidão a todos vocês que leram até aqui, gratidão à Caroline por seu depoimento, gratidão à Escola VIDA e a Hilário Trigo pela oportunidade, e é claro, gratidão aos nossos grupos familiares e nossos grupos coletivos por estarmos todos aqui juntos.

Comente usando seu Facebook:

Sobre o autor

Carla Amorim

Fonte dos Ensinamentos: Hilário Trigo. Texto por: Carla Amorim.

Pin It on Pinterest